Total de visualizações de página

Comenta aí ,vai...

Comenta aí ,vai...

Arquivos

Pinterest

 

Link-me!


Cantinho do Blog

Seguidores do Google+

21 de fev de 2012

Mestres do tempo .(mensagem)



Geralmente, quando as pessoas olham para o pêndulo de um relógio, pensam que ele vai e volta, mas na verdade o pêndulo somente vai, vai, vai,... Infinitamente!
Não há como ele voltar, pois a terra gira sobre seu próprio eixo e em torno do sol, além de todos os movimentos do universo, o pêndulo somente vai, vai, vai... Confundimos nossa percepção com a realidade!
O tempo é uma ilusão; na verdade não existe mais o passado, nem futuro aconteceu ainda, mas existe o presente. Você já viu alguém que respira no passado ou no futuro? Somente podemos respirar agora!
Se fossemos mestres do tempo saberíamos que o agora é o maior presente que temos. Viva o Agora!
Muitos vivem do passado ressentindo o que passou, querendo reviver paixões que se foram, tentando resgatar algo que já não existe mais. Arrastar pela vida tamanho peso nos faz esquecer de nosso presente: o agora!
Se fossemos mestres do tempo deixaríamos nosso passado para trás, saberíamos que tentar reviver o passado é perda de tempo. Viveríamos no agora com a leveza de um balão. Livres diante da vida!
Muitos vivem de futuro, “pré-ocupados” com o que irá acontecer. Carregam-se de ansiedade e vêem barreiras em tudo. Vivem com medo.
Se fossemos mestres do tempo, plantaríamos nossos pés no presente, teríamos a certeza de que no futuro tudo daria certo e estabeleceríamos metas para termos um norte e nisso pautaríamos nossas escolhas!
Muitos ficam o dia todo contando suas perdas, as riquezas que não acumularam, os cursos que não fizeram, o namoro que acabou e só sabem reclamar.
Se fossemos mestres do tempo saberíamos que um dia é apenas uma unidade de medida dividida em 24 horas e que cada um de seus 1440 minutos é uma oportunidade de ganho, de recomeçar, de enriquecer e de agradecer.
Muitos passam a vida reclamando de seu trabalho e se esquecem que assim, se trabalharem dos 18 anos aos 55 anos, 8 horas por dia, terão passado mais 12 anos de sua vida se lamentando.
Se fossemos mestres do tempo saberíamos que o trabalho faz parte de nosso desenvolvimento e que o trabalho não é ruim, mas que precisamos aprender a valorizar o que temos.
Muitos vivem suas vidas tentando controlar o incontrolável, como: suas emoções, seus filhos, sua família, seu futuro... Sofrem por saber que o controle de tudo é impossível, mas continuam tentando.
Se fossemos mestres do tempo, viveríamos mais soltos, felizes e serenos. Compreenderíamos que há coisas que não podem ser controladas, que se investíssemos nosso tempo em dirigir nossas próprias vidas seríamos mais felizes.
Muitos querem que tudo seja perfeito, passam a vida criticando os outros e a si mesmos, ante ao mínimo defeito ou erro. Paralizam-se na vida e paralisam aqueles que estão a sua volta.
Se fossemos mestres do tempo saberíamos que na vida tudo é bom, perfeito e benéfico e tudo está exatamente onde deveria estar, saberíamos que não existe fracasso, e sim aprendizado.
Muitos passam a vida indecisos, não sabem o que querem e não procuram saber, deixam a vida os levarem como um barquinho de papel perdido no oceano. Não conseguem se encontrar.
Se fossemos mestres do tempo investiríamos em nosso autoconhecimento, saberíamos o que realmente é importante para nós e buscaríamos viver isso a cada segundo de nossas vidas. Usaríamos o maior dom que nos foi concedido: o livre arbítrio.
Muitos passam pela vida omissos e culpam os outros e o mundo por tudo de errado que lhes acontece, esquecem que omissão também é uma escolha.
Se fossemos mestres do tempo assumiríamos nossas responsabilidades e deixaríamos de ser conduzidos pelas circunstancias e nos tornaríamos líderes de nós mesmos.
Muitos acreditam que a felicidade não existe e que somente há momentos felizes. Passam a vida mendigando momentos de felicidade.
Se fossemos mestres do tempo saberíamos que a felicidade mora dentro de nós mesmos e que uma vida feliz existe sim, mesmo interrompida pelos momentos de desafio, de sofrimento e de crescimento.
Para sermos mestres do tempo precisamos reconhecer que tudo começa em nós ou por nós, que o que passou, passou; que ninguém sabe realmente o que virá, será ou acontecerá e que o agora é sempre um recomeço. Recomece!
Flávio Souza- Formador de Coaches da International Coaching Community – ICC e Lambent do Brasil - CEO da Você Vencedor Soluções Empresariais
Postar um comentário
Template grátis personalizado por Amanda Layouts - www.amandalayouts.com. Veja mais modelos AQUI